De 2005 – 2008: Austrália

Scroll down to content

Tão difícil e ao mesmo tão fácil escrever sobre um dos países que considero um dos mais lindos do mundo. País este pelo qual eu tenho um carinho enorme e do qual eu guardo somente boas lembranças. A Austrália me acolheu durante 3 dos melhores anos da minha vida. Me acolheu, me deu novos amigos, novas oportunidades, novas perspectivas, novos conceitos, novas visões. Um país pequeno e relativamente novo mas que tem um potencial incrível. No tempo que estive lá, tive a oportunidade de conhecer lugares maravilhosos que eu achava que só existiam de mentirinha, no descanso de tela de alguns computadores. Mas posso afirmar com absoluta certeza que eles existem e que alimentam a nossa alma.

Antes de pensarmos em ir para a Tailândia e Indonésia, eu e as mesmas “mosqueteiras” que mais tarde iríamos nos reunir novamente para explorar os países citados ali em cima, concordamos que seria legal conhecer um pouco mais do pais em que estávamos morando. Então, compramos uma passagem de avião para ir até Townsville (norte da Austrália) e decidimos que desceríamos a costa de ônibus parando onde achássemos que valeria a pena. E foi a melhor ideia que tivemos!
Não há muito o que fazer em Townsvile a não ser visitar o Billabong Sanctuary, (http://www.billabongsanctuary.com.au/) que é um parque de animais nativos e selvagens da Austrália.  É um lugar muito legal, onde cuidam de animais machucados que foram resgatados e também de outros animais que já estão lá por algum outro motivo. Os cangurus andam soltos prá lá e prá cá e quando estão empolgados, posam para fotos e tudo mais!  De Townsville pegamos um ferry para Magnetic Island que é um lugar lindo e que vale a visita. Sem contar que as festinhas do Base backpackers, onde ficamos hospedadas são divertidíssimas!

De Magnetic Island descemos para Hervey Bay, uma cidadezinha super simpática de onde pegamos um ferry para Frasier Island, que é a maior ilha de areia do mundo! O lugar é inacreditável e você só consegue se locomover estando com um carro 4X4. Caso contrário, meu amigo, esteja preparado para atolar. Muitas vezes. Fato. Você não pode simplesmente alugar um carro e ir para lá. A ilha é cheia de regras e peculiaridades, por isso existem vários tipos de pacotes prontos para você escolher, com certeza um deles será o seu estilo!
Depois disso, descemos para Airlie Beach, uma mini cidade que eu ADORO, onde ficamos no Koala’s Backpackers. É de Airlie Beach onde partem vários passeios para as belíssimas Whitsundays Islands (Whiteheaven Beach, Hamilton Island, Day Dream Island dentre outras). Também é desta cidade que se pode pegar um barco e ir até a Grande Barreira de Corais. Mais uma vez, existem milhares de passeios e pacotes prontinhos e você só precisa escolher, sem medo de ser feliz! E o melhor de tudo: você poderá adquiri-los na internet café mais próxima! Esta foi a primeira das 3 vezes que eu visitaria estas ilhas. Também foi desta vez que sobrevoei a maior barreira de corais do mundo e tirei uma das fotos que eu mais amo, que está no meu perfil.
Adeus Airlie, hello Byron Bay! Na minha opinião, não existe lugar mais astral do que este. Eu sou APAIXONADA por esta praia e a visitei por diversas vezes.  

É um lugar pequenininho, com vários restaurantes, pubs, lojinhas, backpackers e uma energia que não tem como explicar. A primeira vez que fui para Byron foi antes desta viagem. Faltavam 3 dias para o ano novo e eu e minha flat mate, Angélica, não sabíamos o que fazer no feriado. Nosso flat mate francês, Julian, estava indo para “essa tal Byron Bay” com um outro amigo, também francês, o engraçadíssimo Sebastian. O plano era subir a costa australiana de van e ir parando em qualquer praia que tivesse onda, até chegar em Byron. Acampariam quando fosse possível, caso contrario, dormiriam na van mesmo. Banho? De rio, de mar, nos chuveiros públicos dos surf clubs. Depois de muito insistir, conseguimos convencê-los de que seríamos as companheiras ideais de viagem. Eles tinham certeza de que não aguentaríamos dormir na van, que acharíamos o fim do mundo parar em tudo que era prainha e que jamais tomaríamos banho gelado. Aha! Mas eles estavam muito enganados! A dupla dinâmica, Camila e Angélica, surpreendeu! Resumindo: foi uma das viagens mais divertidas que fizemos! Eles não se arrependeram de ter nos “carregado”! A única diferença era que, enquanto Angélica e eu preferíamos comer em algum café ou restaurante, os meninos se satisfaziam com o estoque de mantimentos que haviam levado: pão, banana, nutella, pringles e cerveja. Quente. Acreditem se quiserem.
Depois de Byron, seguimos para a mais famosa e mais procurada cidade da Austrália, e que seria também nossa última parada: Gold Coast! Alugamos um apartamento em Surfers Paradise e lá ficamos por uma semana. 

E que semana! Sol, praias maravilhosas, pessoas bonitas, ótimos restaurantes e muitas festas! Encontramos amigos antigos, fizemos novos amigos, conhecemos muitos lugares lindos e diferentes e tostamos no sol, claro!
Depois disso voltamos para Sydney mas já estávamos programando a próxima viagem: Páscoa em Bells Beach! O feriado também teria o “atrativo” de uma das etapas do WCT – World Championship Tour – que é um circuito mundial de surf. Pegamos um ônibus até Melbourne, que fica ao sul da Austrália e lá mesmo alugamos um carro e fomos direto para Bells para assistir o WCT. Alguns amigos da África do Sul já estavam nos esperando. O campeonato foi muito legal apesar do frio e da chuva. Muito frio e muita chuva! No último dia abriu um sozinho delicioso e assistimos a um show ao vivo, ao ar livre que foi muito astral. Para fechar a viagem com chave de ouro!
Na volta para Melbourne fizemos o caminho da Great Ocean Road para visitarmos os 12 Apóstolos, que, na verdade, hoje em dia, são apenas 7! A estrada é MARAVILHOSA! Não tem como descrever. A vista é inacreditável e quando você acha que já viu o lugar mais lindo da viagem, aparece outro ainda mais perfeito.
Chegando em Melbourne ainda tínhamos um dia para aproveitar. A cidade é apaixonante! Grande, limpa, linda, moderna, com uma vida cultural muito rica e agitada e culinária irresistível! Curtimos o máximo que conseguimos, devolvemos “nosso” carro e pegamos um ônibus de volta para casa. Cansadas mas felizes e realizadas por termos conhecido mais um pedacinho do pais incrível no qual estávamos vivendo. 

 Quer conhecer esse destino? Consultoria/cotações, é só  mandar um email para camila@imagineviagens.com.br.

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: